A recusa terapêutica pela pessoa idosa

  • Taisa Maria Macena de Lima Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais
  • Maria de Fátima Freire de Sá Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais
Palavras-chave: Recursa terapêutica, Pessoa idosa, Autonomia, Vulnerabilidade

Resumo

O presente artigo tem por finalidade abordar a recusa terapêutica como um direito da pessoa idosa, tema que abre um leque de possibilidades de estudos acadêmicos. Todavia, aqui, o foco será a análise desse direito em quatro diferentes situações delineadas a partir dos conceitos de capacidade de agir, nos moldes do Código Civil, e da competência para a tomada de decisões médicas. Tais conceitos não são coincidentes, mas são igualmente relevantes no reconhecimento da autonomia existencial na relação médico e paciente idoso. No desenvolvimento do tema, também serão apresentados o quadro normativo (normas deontológicas e normas legais) atinente ao consentimento e dissentimento livre e esclarecido da pessoa idosa; as causas mais evidentes da recusa terapêutica pela pessoa idosa e o papel da família na efetividade desse direito existencial.  

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Taisa Maria Macena de Lima, Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais

Biografia da autora:
Doutora e Mestre (UFMG) em Direito. Professora do curso de Graduação e do Programa de Pós-graduação (Mestrado e Doutorado) em Direito da PUC Minas. Desembargadora do Trabalho. Ex-bolsista do DAAD. Pesquisadora do Grupo de Pesquisa em Rede CEBID JUSBIOMED.

Maria de Fátima Freire de Sá, Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais

Biografia da autora:
Doutora (UFMG) e Mestre (PUC Minas) em Direito. Professora do curso de Graduação e do Programa de Pós-graduação (Mestrado e Doutorado) em Direito da PUC Minas. Coordenadora do Curso de Especialização em Direito Médico e Bioética do IEC/PUC Minas e da PUC Minas Virtual. Líder e Pesquisadora do Grupo de Pesquisa em Rede CEBID JUSBIOMED.

Referências

BRASIL. [Constituição (1988)]. Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Brasília, DF: Presidência da República, [2023] Disponível em: https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicaocompilado.htm. Acesso em 23 dez. 2023.

BRASIL. Lei n. 10.406, de 10 de janeiro de 2002. Institui o Código Civil. Brasília, DF: Presidência da República, [2023]. Disponível em: https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/2002/l10406compilada.htm. Acesso em 23 dez. 2023.

BRASIL. Lei n. 10.741 de 01 de outubro de 2003. Dispõe sobre o Estatuto da Pessoa Idosa e dá outras providências. Brasília, DF: Presidência da República, [2022]. Disponível em: https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/2003/l10.741.htm#:~:text=LEI%20No%2010.741%2C%20DE%201%C2%BA%20DE%20OUTUBRO%20DE%202003.&text=Disp%C3%B5e%20sobre%20o%20Estatuto%20do%20Idoso%20e%20d%C3%A1%20outras%20provid%C3%AAncias.&text=Art.,a%2060%20(sessenta)%20anos. Acesso em 23 dez. 2023.

BRASIL. Lei n. 13.146 de 6 de julho de 2015. Institui a Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência (Estatuto da Pessoa com Deficiência). Brasília, DF: Presidência da República, [2023]. Disponível em: https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2015-2018/2015/lei/l13146.htm. Acesso em 23 dez. 2023.

BRASIL. Supremo Tribunal Federal. Tema: 1069: Direito de autodeterminação dos testemunhas de Jeová de submeterem-se a tratamento médico realizado sem transfusão de sangue, em razão da sua consciência religiosa. Descrição: Recurso extraordinário em que se discute, à luz dos artigos 1º, inciso III; 5º, caput e incisos II, VI e VIII; e 196 da Constituição Federal, o direito de autodeterminação dos testemunhas de Jeová de submeterem-se a tratamento médico realizado sem transfusão de sangue, em razão da sua consciência religiosa. Brasília, DF. STF: 2020. Disponível em: https://portal.stf.jus.br/jurisprudenciaRepercussao/tema.asp?num=1069. Acesso em: 26 dez. 2023.

CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA. Resolução n. 2.232 de 16 de setembro de 2019. Estabelece normas éticas para a recusa terapêutica por pacientes e objeção de consciência na relação médico-paciente. Brasília, DF: CFM, [2019]. Disponível em: https://sistemas.cfm.org.br/normas/visualizar/resolucoes/BR/2019/2232. Acesso em 26 dez. 2023.

LIMA, Taísa Maria Macena de; SÁ, Maria de Fátima Freire de. Ensaios sobre a velhice. 2. ed. Belo Horizonte: Arraes Editores, 2018

SÁ, Maria de Fátima Freire de; ALMEIDA, Ana Flávia Pereira de. Responsabilidade civil do médico nos casos de recusa terapêutica e a (im) possibilidade de aplicação das excludentes de ilicitude civil. In: BERLINI, Luciana (Coord.). Temas de responsabilidade civil: novas epistemologias. São Paulo: Dialética, 2023. p. 289-318.
Publicado
12-01-2024
Como Citar
Lima, T. M. M. de, & Sá, M. de F. F. de. (2024). A recusa terapêutica pela pessoa idosa. Virtuajus, 8(15), 47-54. https://doi.org/10.5752/P.1678-3425.2023v8n15p47-54