O Filósofo Na Casa De Um Homem Justo (segunda parte) (comentários à República 327a-331d)

  • Jacyntho Lins Brandão UFMG

Resumo

Este trabalho, cuja primeira parte foi publicada no número anterior de VirtuaJus, tem como objetivo examinar como, na cena inicial da República de Platão (327a-331d), surgem os temas do homem justo, do modo de vida justo e da justiça em si, que serão explorados na sequência do diálogo. Os comentários têm em vista o texto na sua inteireza, interessando-se pelos recursos dramáticos e poéticos de que lança mão, bem como pelos temas que confluem na exposição inicial (a política, a economia, a herança, a morte, o caráter), chegando na primeira definição de justiça deduzida por Sócrates das palavras de Céfalo (“a justiça, diremos ser assim simplesmente a verdade e o restituir se alguém toma algo de alguém”) e imediatamente posta em xeque pelo filósofo (“também com relação a essas mesmas coisas é possível agir às vezes de um modo justo, às vezes de um modo injusto?”).

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

AGUSTÍN, San. La ciudad de Dios. Ed. Bilingüe. Traducción de Santos Santamarta del Río y Miguel Fuertes Lanero. Madrid: Biblioteca de Autores Cristianos, 1978.

ANNAS, Júlia. An Introduction to Plato’s Republic. Oxford: Clarendon Press, 1985.

APULÉE. Les métamorphoses. Texte de D. S. Robertson. Traduction de P. Vallette. Paris: Les Belles Lettres, 1965.

AUGUSTO, Maria das Graças de Moraes. Politéia e dikaiosyne: uma análise das relações entre a política e a utopia na República de Platão. Rio de Janeiro: Universidade Federal do Rio de Janeiro, 1989.

BRANDÃO, Jacyntho Lins. Diegese em República 392d. Kriterion, v. 116, p. 351-366, 2007.

BRANDÃO, Jacyntho Lins. O jogo e o labirinto no Eutidemo. Revista Filosófica Brasileira, v. 4, n. 3, p. 23-50, 1988.

GOETHE, Johann Wolfgang. Faust, der Tragödie: erster Teil. Herausgegeben von Lothar J. Scheithauer. Stuttgart: Philipp Reclam Jun, 1977.

HESIODE. Théogonie, Les travaux et les jours, Le bouclier. Text établi et traduit par Paul Mazon. Paris: Les Belles Lettres, 1982.

HOMERUS. Homeri Odyssea. Ed. Peter von der Mühl. Leipzig: Teubner, 1984.

HUMPHREYS, Sally C. Filosofia e religião na Grécia: dinâmica de ruptura e diálogo. Classica 3, p. 13-44, 1990.

LANG, Mabel L. The Athenian citizen. Princeton/New Jersey: The American School of Classical Studies at Athens, 1987.

PLATON. La République. Texte établi et traduit par Emile Chambry, avec introduction d‟Auguste Diès. 3. volumes. Paris: Les Belles Lettres, 1932-1948.

SWIFT, Jonathan. As viagens de Gúliver. Tradução de Luzia Maria Martins. Lisboa: Editorial Presença, 1964. p. 266-267.

TUCIDIDE. La guerra del Peloponneso. Edizione con testo greco a fronte a cura de Luciano Canfora. Milano: Mondadori, 2007.

TUCÍDIDES. LÍSIAS, Et al. Contra Eratóstenes em Eloquência Grega e Latina; tradução, introdução e notas liminares de Jaime Bruna – São Paulo, Editora Cultrix, 1968.

Publicado
30-06-2017
Como Citar
Brandão, J. L. (2017). O Filósofo Na Casa De Um Homem Justo (segunda parte) (comentários à República 327a-331d). Virtuajus, 2(2), 27-47. Recuperado de https://seer.pucminas.br/index.php/virtuajus/article/view/15469
Seção
Dossiê Democracia e Justiça: incompatibilidades e paradoxos