Contramodelos cavaleirescos na e cronística medieval ibérica – diálogos com a ética aristotélica

  • José D’Assunção Barros Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro
Palavras-chave: Ética aristotélica, Narrativas medievais, Idade Média Ibérica.

Resumo

Neste artigo, preocupado em examinar a intertextualidade da literatura medieval com o pensamento aristotélico, são examinadas algumas narrativas medievais da Idade Média portuguesa que aparecem nos livros de linhagens do século XIII com vistas à identificação dos principais traços de um Imaginário Cavaleiresco que foi essencial para a formação da identidade nobiliárquica do mesmo período. Investiga-se, assim, a influência da ética aristotélica no padrão cavaleiresco que é definido preponderantemente nas narrativas linhagística

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

José D’Assunção Barros, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro

José D’Assunção Barros é Historiador e Doutor em História pela Universidade Federal Fluminense. Atua como professor nos cursos de Graduação e Mestrado em História da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ), e como Professor-Colaborador no Programa de Pós-Graduação em História Comparada da UFRJ.

Referências

ARISTÓTELES. Ética a Nicômaco. São Paulo: Abril Cultural, 1973. v. IV. (Coleção Os Pensadores).

BARROS, José. As três imagens do rei – o imaginário régio nos livros de linhagens e nas cantigas trovadorescas portuguesas (séculos XIII-XIV), Tese (Doutorado). Niterói: UFF,1999.

BONI, Luis A. de. Apresentação. In: São Tomás de Aquino. Suma teológica. Porto Alegre: UFRS, 1980. p. I-XVII.

CHEVALIER, Jacques. Histoire de la pensée. Paris: Racine, 1956. v. II.

GAUTHIER, René-Antoine. La morale d’Aristote. Paris: Presses Universitaires de France, 1958.

GILSON, Etienne. A filosofia na Idade Média. São Paulo: Martins Fontes, 1998.

HÖFFE, Otfried. Aristóteles. Porto Alegre: Artmed, 2008.

Livro de Linhagens do Conde D. Pedro. ed. José Mattoso. Nova Série dos Portugaliae Monumenta Historica. Lisboa: A.C.L., 1980.

MATOS, Manuel Cadafaz de. Contributo para o estudo da recepção dos textos de Averróis (1126-1198) na península ibérica entre os séculos XIII e XV numa perspectiva da História do Livro. Coimbra: Humanitas, 1998. vol.L, p. 441-ss.

NODARI, Paulo Cesar. A ética aristotélica. Síntese Nova Fase. Belo Horizonte:UFMG, v. 24, n. 79, 1997. p. 383-410.

URVOY. Dominique. Averroès: Les ambitions d’un intellectuel musulman. Paris: Flammarion, 1998.

Publicado
22-08-2018
Como Citar
Barros, J. D. (2018). Contramodelos cavaleirescos na e cronística medieval ibérica – diálogos com a ética aristotélica. Scripta, 19(37), 23-36. https://doi.org/10.5752/P.2358-3428.2015v19n37p23
Seção
Dossiê temático: Literatura e oralidades