O diálogo impossível entre a Literatura, a História e o Mercado Editorial

  • Cid Ottoni Bylaardt Universidade Federal do Ceará
Palavras-chave: Resenha, Lobo Antunes, Literatura contemporânea

Resumo

O texto enviado é uma resenha do romance de António Lobo Antunes, Diccionario da Linguagem das flores, publicado em novembro de 2020.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ANTUNES, António Lobo. Diccionario da Linguagem das Flores. Lisboa: Dom Quixote, 2020.

DERRIDA, Jacques. Demeure. Paris: Éditions Galilée, 1998.

Diccionario da Linguagem das Flores. Terceira Edição. Lisboa: Typographia Lusitana, 1869. Edição em fac-simile: https://purl.pt/13929 (acessada em 21/09/2022)

KRISTEVA, Julia. Introdução à semanálise. São Paulo: Perspectiva, 1974.

KRISTEVA, Julia. “Nous deux or a (hi)story of intertextuality”. The Romanic Review, v. 93, 2002. Disponível em: <http://www.questia.com/li- brary/journal/1G1-110221070/nous-deux-or-a-hi-story-of-intertex- tuality>. Acesso em: 10 set. 2022.

MALLARMÉ, Stéphane. Divagations. Paris: Bibliothèque-Charpentier, Eugène Fasquelle, Éditeur, 1897

Publicado
27-06-2023
Como Citar
Bylaardt, C. O. (2023). O diálogo impossível entre a Literatura, a História e o Mercado Editorial. Scripta, 27(59), 466-474. https://doi.org/10.5752/P.2358-3428.2023v27n59p466-474