“O Meu Pé de Laranja lima”: semiótica e figuratividade

  • Fernanda Viana Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
  • Sueli Maria Ramos da Silva Universidade Federal do Mato Grosso do Sul
Palavras-chave: Semiótica discursiva, Figuratividade, Texto literário, O meu Pé de Laranja Lima

Resumo

Levando em consideração que o texto literário pode ser um campo fértil para pensamentos filosófico-linguísticos, condicionamos diversos tratamentos dados a ele, clarificando a criatividade poética e, sobretudo, a construção de sentido. Dessa forma, este artigo, de forma geral, visa a apresentar uma análise da semiótica discursiva em uma articulação com o texto literário. Especificamente, pretendemos evidenciar o sentido, destacando as figuras que convocam a temática da fantasia na obra “O Meu Pé de Laranja Lima” (1968), de José Mauro de Vasconcelos. A justificativa para a análise baseia-se na aspectualização da fantasia, como a temática que sensibiliza os leitores, principalmente, os que temos contato na formação de leitores durante o exercício docente. Nessa perspectiva, a construção da investigação constitui-se por intermédio de trechos da obra que mostram a natureza das isotopias fantasiosas capazes de caracterizar os valores inseridos no discurso. Isso ocorre por meio dos percursos narrativos em que se consolida o fio temático, legitimando o aspecto fático e um modo de verdade (DISCINI, 2004). Dessa maneira, levando em consideração o conteúdo, com alicerce nas estruturas discursivaspretende-se expor a dimensão figurativa do enunciado em análise (BERTRAND, 2003). Assim sendo, procura-se contribuir com os estudos acerca do texto literário e com a própria concepção semiótica da figuratividade em particular.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BACHELARD, Gaston. A poética do devaneio. Trad. Antônio de Pádua Danesi. SP: Martins Fontes, 2018.

BARROS, Diana Luz Pessoa de. Teoria do Discurso. Fundamentos semióticos. São Paulo: Atual, 1990.

BARROS, Diana Luz Pessoa de. Teoria Semiótica do Texto. 4 ed. São Paulo: Ática, 2002.

BERTRAND, Denis. Caminhos da semiótica literária. Bauru, SP: EDUSC, 2003.

CANDIDO, Antonio. A educação pela noite e outros ensaios. São Paulo: Ática, 1987.

DISCINI, Norma. Intertextualidade e conto maravilhoso. 2 ed. São Paulo: Humanitas, 2004.

FIORIN, José Luiz. Elementos de análise do discurso. 3. ed. São Paulo: Contexto, 1992.

FIORIN, José Luiz. As astúcias da Enunciação - categorias de pessoa, espaço e tempo. São Paulo: Contexto, 2016.

GREIMAS & COURTÉS, Joseph. Dicionário de semiótica. Trad. Alceu Dias Lima et al. São Paulo: Contexto, 2008.

MACEDO, Clarissa Moreira. O homem na voz dos bichos: o antropomorfismo em contos de Guimarães Rosa e Miguel Torga / Dissertação (mestrado) – Universidade Estadual de Feira de Santana, Programa de Pós-Graduação em Literatura e Diversidade Cultural, 2013.

MARTINS, Maria Sílvia Cintra. Entre palavras e coisas. SP: Editora UNESP, 2002.

VASCONCELOS, José Mauro de. O Meu Pé de Laranja Lima. São Paulo, Editora Melhoramentos, 2ª edição, 115ª impressão. 192 páginas, 2005.

WUNENBURGER, Jean-Jacques. O imaginário. Trad. Maria Stela Gonçalves. Edições Loyola. São Paulo, 2007.

Publicado
27-06-2023
Como Citar
Viana, F., & Silva, S. M. R. da. (2023). “O Meu Pé de Laranja lima”: semiótica e figuratividade. Scripta, 27(59), 296-326. https://doi.org/10.5752/P.2358-3428.2023v27n59p296-326
Seção
Parte II. Leitura em foco: o texto literário