O narrador-personagem memorialista de Machado de Assis

  • Márcia de Oliveira Reis Brandão Universidade Federal Fluminense
Palavras-chave: Memória, História, Ficção, Subjetividade, Modernidade

Resumo

O artigo apresenta uma análise da composição do narrador das obras machadianas que adotam a forma do discurso memorialista. Para tal, elegemos Brás Cubas e o Conselheiro Aires como objetos  princi­pais, embora esbocemos, também, algumas considerações a respeito de Dom Casmurro. Ao fazê-lo, temos em mente a possibilidade de estabelecer conexões entre o exercício individual de construção da memória ficcional, as relações sociais postas em perspectiva pela nar­rativa e o discurso histórico. Abordamos também a questão da frag­mentação do sujeito, tematizada pela literatura especialmente com o advento do que se convencionou chamar de Modernidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
30-01-2017
Como Citar
Brandão, M. de O. R. (2017). O narrador-personagem memorialista de Machado de Assis. Scripta, 11(21), 133-145. Recuperado de https://seer.pucminas.br/index.php/scripta/article/view/13999