Realidade e ficção, fronteiras porosas: o sertão está em toda parte

  • Bernardo Andrade Marçolla PUC Minas
Palavras-chave: Realidade, Ficção, Arte, Porosidade poética, Grande sertão, veredas

Resumo

Inspirado pela leitura de Grande sertão: veredas, a proposta deste trabalho é refletir acerca das relações complexas que se estabelecem entre realidade e ficção. Para tanto, busco utilizar o conceito de "po­rosidade poética", construído em diálogo com a obra rosiana e que visa dar visibilidade à dinâmica efetuada pela arte - em especial a literatura- como veículo de trânsito entre níveis distintos de reali­dade.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
30-01-2017
Como Citar
Marçolla, B. A. (2017). Realidade e ficção, fronteiras porosas: o sertão está em toda parte. Scripta, 11(21), 51-64. Recuperado de https://seer.pucminas.br/index.php/scripta/article/view/13991