VITIMOLOGIA ÀS AVESSAS

  • Fabiano Silva Lopes Ramos Faculdade do Sul de Minas
Palavras-chave: Vitimologia, Vingança privada, Vingança pública, Reparação do dano, Crime, Criminoso, Prevenção ao crime, Retribuição ao crime

Resumo

O presente trabalho busca mostrar a inversão de papeis entre vítima e criminosos. Além disso, busca mostrar a importância da vitima para o fenômeno criminológico ao logo do tempo. No inicio, a vítima ocupava papel de protagonista, na denominada “vingança privada”; ao passar dos anos, transferiu-se a legitimidade de punição para o Estado, havendo esquecimento da vítima na relação de punição dos criminosos. O direito penal moderno, criou uma série de mecanismos para beneficiar os criminosos, alguns deles fazendo referência à reparação do dano suportado pelas vítimas, mas isso não é suficiente para mostrar que o crime não compensa. Por isso, se mostra fundamental que não haja a inversão de papeis entre o criminoso e as vitimas, pois, senão, haverá completa descredibilidade do sistema penal.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BRASIL. Código Penal. Decreto-Lei N. 2.848, de 7 de dezembro de 1940.
Vade Mecum Saraiva. 13ª edição. São Paulo: Saraiva, 2012.

ROXIN, CLAUS. Política criminal e sistema jurídico – penal. trad. Luís
Greco. Rio de Janeiro: Renovar, 2000.

ROXIN, Claus. Funcionalismo e imputação objetiva no direito penal: tradução dos [seção]; 7 e 11, nm. 1/119, de Strafrecht, Allgemeiner Teil, 3. edição, München, Beck, 1997. Renovar, 2002.

SANTOS, Juarez Cirino dos. A Criminologia Radical. 3ª Ed. Curitiba: Lumen
Juris, 2008.

SANTANA, Selma Pereira de. Justiça Restaurativa. Areparação como
consequência jurídico-penal autônoma do delito. Rio de Janeiro: Lumen Juris,
2010.

PELLEGRINO, Laércio. Vitimologia (História, Teoria, Prática e
Jurisprudência). Rio de Janeiro: Forense, 1987

MASSON, Cleber. Direito Penal: parte geral (art. 1º ao art. 120). São Paulo: Gen, 2020.
Publicado
21-11-2022