[1]
V. A. M. da Costa, “"Alegria, alegria" e "Baby": as canções síntese do movimento tropicalista”, Rev. SCRIPTA, vol. 25, nº 55, p. 54-91, jan. 2022.