Longo clarão no escuro de nossa ignorância

  • Fábio Figueiredo Camargo
Palavras-chave: Literatura de Minas Gerais, Literatura Africana, Literatura Comparada, Guimarães Rosa, Narrador,

Resumo

Guimarães Rosa em Primeiras estórias mostra-se fascinado pela arte dos contadores de estória. A obra de Rosa é publicada em 1962. Manuel Rui, dez anos depois, publica em Angola seu livro de contos, Sim camarada!. Este artigo pretende analisar as estratégias dos narradores-contadores de estórias em “Partida do audaz navegante”, de Guimarães Rosa e “O relógio”, de Manuel Rui, a partir da descrição de suas performances, produzidas pelos narradores dos contos.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BENJAMIN, Walter. O narrador. In: Magia e técnica, arte e política. Tradução de Sergio Paulo Rouanet. 3. ed. São Paulo: Brasiliense, 1987. p. 197-221.

FONSECA, Maria Nazareth Soares. Presença da literatura brasileira nas literaturas africanas de língua portuguesa. In: LEÃO, Anglea Vaz. (Org.) Contatos e ressonâncias: literaturas africanas de língua portuguesa. Belo Horizonte: PUCMINAS, 2003. p. 73-100.

PADILHA, Laura Cavalcante. E onde mora o sonho? Revista de Letras. N. 23. Santa Maria. Unversidade Federal de Santa Maria – RS. p. 39-45.

ROSA, João Guimarães. “Partida do audaz navegante”. In: Primeiras estórias. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1996. p. 103-111.

Rosa, João Guimarães. Tutameia: terceiras estórias. 5. ed. Rio de Janeiro: José Olympio, 1979.

RUI, Manuel. “O relógio”. In: Sim camarada!. Angola: Associação dos escritores angolanos, 1998. p. 19-55.

RUI, Manuel. “Eu e o Outro – O Invasor ou em Poucas Três Linhas uma Maneira de Pensar o Texto”. São Paulo: Encontro perfil da literatura negra, 1985. Disponível em: <http://oraliturafro.blogspot.com/2010/02/manuel-rui-eu-e-o-outro-o-invasorou-em.html>. Acesso em: 20 fev. 2011

Publicado
15-12-2011
Como Citar
Figueiredo Camargo, F. (2011). Longo clarão no escuro de nossa ignorância. Scripta, 15(29), 131-141. Recuperado de http://seer.pucminas.br/index.php/scripta/article/view/4274
Seção
Dossiê: Literatura comparada