Modernismo/Hipermodernismo: o debate teórico italiano contemporâneo

  • Leonardo Ferreira Aguiar Universidade de São Paulo
Palavras-chave: Modernismo, Hipermodernismo, Literatura Brasileira, Literatura Italiana

Resumo

O presente artigo tem por objetivo trazer ao debate literário brasileiro a discussão em andamento na crítica literária italiana sobre o que críticos atuantes compreendem como Hipermodernismo, ou seja, uma literatura cujos escritores retomam as bases do modernismo de maneira a querer dar forma a uma experiência conturbada no século XXI. Para ilustrar o debate, apresentar-se-á a perspectiva de dois críticos italianos contemporâneos: Raffaele Donnarumma e Remo Ceserani, cujos textos conflitam em relação ao que se entende por termos como “modernidade”, “modernismo”, “pós-moderno”, “pós-modernismo” e, enfim, “hipermodernismo”. Acredita-se que essa discussão possa agregar aos estudos na área da literatura brasileira e oferecer novos pontos de vista que permitam analisar o Modernismo e a literatura contemporânea de nosso país.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Leonardo Ferreira Aguiar, Universidade de São Paulo

Universidade de São Paulo (USP). Mestrando do Programa de Pós-Graduação em Língua, Literatura e Cultura Italianas da USP. ORCID: https://orcid.org/0000-0001-9659-5341.

Referências

BAUMAN, Zygmunt. Modernidade líquida. Tradução de Plínio Dentzien. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 2001.

BENVENUTI, Giuliana, CESARANI, Remo. La letteratura nell’età globale. Bolonha: Il Mulino, 2012.

BRIOSCHI, Franco et al. Introduzione alla letteratura. 2. ed. Roma: Carocci editore, 2013.

CESARANI, Remo. La maledizione degli “ismi”. Allegoria, Palermo: G.b. Palumbo & C. Editore S.p.a., n. 65-66, p. 191-213, 2012. Disponível em: https://www.allegoriaonline.it/index.php/i-numeri-precedenti/allegoria-n65-66. Acesso em: 28 ago. 2021.

DONNARUMMA, Raffaele; POLICASTRO, Gilda (org.). Ritorno alla realtà? Otto interviste a narratori italiani. Allegoria, Palermo: G.b. Palumbo & C. Editore S.p.a., n. 57, p. 9-25, 2008. Disponível em: https://www.allegoriaonline.it/index.php/i-numeri-precedenti/allegoria-n57. Acesso em: 21 mar. 2021.

DONNARUMMA, Raffaele. Ipermodernità: ipotesi per un congedo del postmoderno. Allegoria, Palermo: G.b. Palumbo & C. Editore S.p.a., n. 64, p. 15-50, 2011. Disponível em: https://www.allegoriaonline.it/index.php/i-numeri-precedenti/allegoria-n64. Acesso em: 28 ago. 2021.

DONNARUMMA, Raffaele. Tracciato del Modernismo Italiano. In: LUPERINI, Romano; TORTORA, Massimiliano (org.). Sul Modernismo Italiano. Nápoles: Liguori Editore, 2012.

DONNARUMMA, Raffaele. Il faut être absolument hypermodernes. Una replica a Remo Ceserani. Allegoria, Palermo: G.b. Palumbo & C. Editore S.p.a., n. 67, p. 185-199, 2013. Disponível em: https://www.allegoriaonline.it/index.php/i-numeri-precedenti/allegoria-n67. Acesso em: 29 ago. 2021.

DONNARUMMA, Raffaele. Ipermodernità: dove va la narrativa contemporanea. Bolonha: Il Mulino, 2014a.

DONNARUMMA, Raffaele. La fatica dei concetti. Ipermodernità, postmoderno, realismo. Between, v. IV, n. 8, 2014b.

JAMESON, F. Postmodernism or the Cultural Logic of Late Capitalism. New Left Review, n. 146, p. 59-92, July/Aug. 1984.

LIPOVETSKY, Gilles; CHARLES, Sebastian. Os tempos hipermodernos. Tradução de Mário Vilela. São Paulo: Barcarolla, 2004.

PERASSO, Valeria. O que é a 4ª revolução industrial – e como ela deve afetar nossas vidas. BBC Brasil, São Paulo, 22 out. 2016. Disponível em: https://www.bbc.com/portuguese/geral-37658309. Acesso em: 29 ago. 2021.

ROSENFELD, Anatol. Reflexões sobre o romance moderno. In: ROSENFELD, Anatol. Texto/Contexto I. 5. ed. São Paulo: Perspectiva, 2009. p. 75-97.

Publicado
11-01-2022
Como Citar
Aguiar, L. F. (2022). Modernismo/Hipermodernismo: o debate teórico italiano contemporâneo. Scripta, 25(55), 428-456. https://doi.org/10.5752/P.2358-3428.2021v25n55p428-456