Sobre o estudo das classes lexicais na escola

Pedro Perini-Santos

Resumo


Há um forte vínculo entre as relações de sala de aula e a matéria proposta.
Ou seja, o que é ensinado e a forma de se ensinar se relacionam. Por isso,
pode lhes parecer restritiva a proposta de uma análise sobre o ensino da
língua portuguesa sem levar em conta aspectos pedagógicos.


Palavras-chave


Linguística; Linguística aplicada

Texto completo:

PDF

Referências


CASTILHO, Ataliba. A língua falada no ensino do português. São Paulo: Contexto, 1998.

GONÇALVES, Anabela. Aspectos da sintaxe dos verbos auxiliares do português europeu. In: Quatro Estudos em Sintaxe do Português. Lisboa: Colibri, 1996. p. 7-50.

MATTOS e SILVA, Rosa. Contradições no ensino de português. Salvador: Contexto/Edufba, 1995.

PERINI, Mário A. Para uma nova gramática do português. 6. ed. São Paulo: Ática, 1991.

PERINI-SANTOS, Pedro. A irresponsabilidade teórica dos livros didáticos. In: Ciência Hoje, Rio de Janeiro: SPBC, 1998.

Manuais citados

SARGENTIM, Hermínio; FERNANDES, Maria Délia. Atividades de gramática. Rio de Janeiro: Nacional, s/d.

INFANTE, Ulisses. Curso de gramática aplicada aos textos. São Paulo: Scipione, 1995.

FERREIRA, Mauro. Entre palavras. São Paulo: FTD, 1998.

NICOLA, José de. Língua, literatura e redação. s/d.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




                     


Revista Scripta e-ISSN: 2358-3428 (OJS)

DOI: http://dx.doi.org/10.5752/P.2358-3428

Endereço: Av. Dom José Gaspar, 500 - Prédio 20 - sala 109 

Coração Eucarístico - Belo Horizonte/MG - CEP: 30535901 

Telefone geral: (31) 3319-4369

 

Licença: 

Licença Creative Commons

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

 

Nossos indexadores, bancos de dados e repositórios: