Trabalho docente, saberes docentes e base de conhecimento: contribuições de Maurice Tardif, Claude Lessard e Lee Shulman

Letícia Mendonça Lopes Ribeiro, Aline Cristina Miranda

Resumo


O presente  trabalho objetivou apresentar análises de obras que enfatizam as pesquisas sobre o trabalho docente e seus desdobramentos, considerando a importância dos saberes docentes e dos conhecimentos de base para a compreensão da amplitude da atuação e da experiência do professor. Para tanto, realizou-se uma revisão de literatura, que apresentou elementos importantes que caracterizam o trabalho docente, em diálogo com os saberes docentes, – por meio das publicações de Maurice Tardif e Claude Lessard – e também com a descrição da chamada “base de conhecimento”, estudada por Lee Shulman. Assim, foi possível reconhecer que os saberes dos professores são entendidos em estreita relação com o trabalho escolar, uma vez que o saber está a serviço do trabalho, ou seja, é produzido e modelado no e pelo trabalho. Logo, ao se pensar na essencialidade do trabalho docente, acredita-se que os professores precisem de um determinado corpo de conhecimentos profissionais que os assessore nas decisões sobre o conteúdo e a forma de ensiná-lo, os quais caracterizam as sete dimensões da “base de conhecimentos”. Dessa forma, conclui-se que os estudos sobre o trabalho docente, integrados aos saberes docentes e aos conhecimentos de base, são fundamentais para compreender a ampla experiência do que é ser professor. Portanto, não é possível desvincular a experiência do trabalho docente da própria identidade do professor, por ambas estarem calcadas na trajetória que se (re)faz em cada profissional, de maneira singular.


Palavras-chave


Trabalho docente. Saberes docentes. Base de conhecimento.

Texto completo:

PDF

Referências


DEROUET, J. École et justice: de l’égalité des chances aux compromis locaux?. Paris: Editions Métailié, 1992.

GONÇALVES, L. A. O. Trabalho docente e subjetividade: embate teórico e novas perspectivas. Revista da Faculdade de Educação de São Paulo, v.22, n. 2, p. 43-71, jul/ dez, 1996. Disponível em: http://www.revistas.usp.br/rfe/article/view/33578. Acesso em: 19 ago. 2018.

MARTINS, F.A.O. A construção da identidade formativa e profissional do professor na escola rural ribeirinha do Vale do Juruá: a Pedagogia das Águas. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Federal do Paraná. Curitiba, 2015. 288 fl. Disponível em: http://acervodigital.ufpr.br/handle/1884/46272. Acesso em: 20 jul. 2018.

MIZUKAMI, M. G. N. Aprendizagem da docência: algumas contribuições de L. S. Shulman. Revista Educação, Santa Maria, v. 29, n. 2, p. 1-11, 2004. Disponível em: https://periodicos.ufsm.br/reveducacao/article/view/3838. Acesso em: 28 jul. 2018.

NIAS, J. Changing Times, Changing Identities: Grieving for a Lost Self. In: BERGESS, E. (ed.). Educational Research and Evaluation. London: The Falmer Press, 1991.

NÓVOA, A. Os professores e as histórias da sua vida. In: NÓVOA, A. (Org.). Vidas de professores. Porto: Porto Editora, 1992.

SHULMAN, L. S. Conhecimento e ensino: fundamentos para a nova reforma. Cadernos Cenpec, São Paulo, v. 4, n. 2, p.196-229, dez. 2014. Disponível em: http://cadernos.cenpec.org.br/cadernos/index.php/cadernos/article/view/293. Acesso em: 28 jul. 2018.

SHULMAN, L. S. Knowledge and teaching: foundations of the new reform. Harvard Educational Review, v.57, n.1, p. 1-22, 1987.

SHULMAN, L. S. Those who understand: knowledge growth in teaching. Educational Researcher, v.15, n.2, p. 4-14, 1986.

TARDIF, M. Saberes docentes e formação profissional. Petrópolis, RJ: Vozes, 2002.

TARDIF, M.; LESSARD, C. O trabalho docente: elementos para uma teoria da docência como profissão de interações humanas. Rio Janeiro: Vozes, 2005.

TARDIF, M.; RAYMOND, D. Saberes, tempo e aprendizagem do trabalho no magistério. Educação & Sociedade, Campinas, v. 21, n. 73, p. 209-244, dez./2000. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/es/v21n73/4214.pdf. Acesso em: 20 jul. 2018.

WILSON, S.; SHULMAN, L. S.; RICHERT, A. E. 150 ways of knowing: Representations of knowledge in teaching. In: CALDERHEAD, J. (Ed.). Exploring teachers’ thinking. Grã-Bretanha: Cassell Educational Limited, 1987, p. 104-124.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.