A posição política de Getúlio Vargas frente às classes produtoras e trabalhadoras mineiras na década de 1930 (The political position of Getúlio Vargas toward the producing and working classes of Minas Gerais state in the 1930s)

  • Kátia Maria Aguiar
Palavras-chave: Revolução de 30, República, Getúlio Vargas, Historiografia, Pensamento conservador no Brasil pós 30.

Resumo

O presente artigo origina-se de um estudo monográfico, apresentado em maio de 2009, no curso de História da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, sob orientação do Professor Carlos Evangelista Veriano. E pretende apresentar uma discussão historiográfica acerca da Revolução de 30, bem como o processo político desse momento, contextualizando os fatos desde Washington Luís, a formação da Aliança Liberal e o movimento revolucionário. Nesse sentido, busca-se, também mostrar que é expressamente a partir de 1930, que o estado assume de fato uma política cultural e educacional apresentada como parte de um projeto oficial mais amplo de modernização política, econômica e cultural do país, contextualizada nas mudanças propostas pela Revolução de 30, contrapondo as velhas elites oligárquicas. Este projeto modernizante fora tutelado pelo estado e nascera da produção intelectual que criticava as práticas oligárquicas da República Velha.

 

ABSTRACT

This article presents a historiographical discussion concerning the Revolução de 30, and the political aspects of its content, starting with Washington Luís and the formation of the Aliança Liberal until the revolutionary movement itself. After the revolution, the state became in charge of all educational and cultural sectors which were linked to the oligarchies. The project was monitored by the state and had its origin in the intellectual production that opposed the Old Republic.

Publicado
12-06-2012
Seção
Artigos/Articles