Caderno de Geografia

Caderno de Geografia - Publicação trimestral do Programa de Pós-Graduação em Geografia - Tratamento da Informação Espacial, da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, classificada como B1 no QUALIS da GEOGRAFIA (Plataforma Sucupira - CAPES-Brasil).

Missão: O CadGEO tem por missão veicular trabalhos científicos que contribuam para o avanço da pesquisa, especialmente na área da Geografia, das Geociências e áreas afins.

Caderno de Geografia - The journal is published every three months by the Graduate Program in Geography - Spatial Analysis of the Pontifical Catholic University of Minas Gerais, rated B1 at QUALIS/CAPES, in the area of GEOGRAPHY (Plataforma Sucupira - CAPES-Brazil).

Mission: The CadGEO aims to convey scientific papers that contribute to the advancement of research, particularly in the areas of Geography, Geosciences and other similar fields of study.

O Caderno de Geografia é signatário do San Francisco Declaration on Research Assessment (DORA) que pretende interromper a prática de correlacionar o fator de impacto da revista aos méritos das contribuições de um cientista específico. Ainda de acordo com essa afirmação, essa prática gera vieses e imprecisões ao avaliar pesquisas científicas. Também declara que o fator de impacto não deve ser usado como um substituto "medida da qualidade de artigos de pesquisa individuais, ou na contratação, promoção ou decisões de financiamento".

 

The Caderno de Geografia is signatory of the  San Francisco Declaration on Research Assessment (DORA) intends to halt the practice of correlating the journal impact factor to the merits of a specific scientist's contributions. Also according to this statement, this practice creates biases and inaccuracies when appraising scientific research. It also states that the impact factor is not to be used as a substitute "measure of the quality of individual research articles, or in hiring, promotion, or funding decisions".[1]

 

Notícias

 

RECEBIMENTO DE ARTIGOS

 

Nos próximos dias lançaremos o volume referente aos meses de julho, agosto e setembro, bem como mais um número especial.

A partir de segunda-feira, começaremos a receber novas contribuições para a ediçao de outubro a dezembro.

 
Publicado: 2019-07-13 Mais...
 

Preenchimento do cadastro

 

** AO EFETUAREM O CADASTRO NO SISTEMA, NÃO INSERIR NADA NO CAMPO "PRONOME DE TRATAMENTO" **

 
 
Publicado: 2017-01-19 Mais...
 
Outras notícias...

v. 29, n. 1 (2019): Número Especial


Capa da revista

Diversos países do globo, dentre os quais o Brasil, têm assistido a uma espantosa degradação dos seus atributos ambientais e enfrentado constantes manifestações naturais graves e perigosas para a vida dos seus habitantes, por negligenciarem em suas ações de governo, medidas que se ocupem com o inventário dos seus fatores ambientais e humanos, para adoção de um planejamento que discipline o uso e ocupação do espaço pelas atividades antrópicas. Em vários lugares, a opinião pública tem despertado para esta problemática em razão dos problemas que a periodicidade e a dimensão dos impactos ambientais têm lhe causado, obrigando seus governantes e instituições a buscarem soluções para o difícil dilema deste início de século que se apresenta à humanidade; manter seu conforto – desenvolver suas atividades – em paralelo à recuperação e conservação do meio ambiente do planeta.

Atentando para isto a ARPA – Agência Regional de Proteção Ambiental da Bacia do Rio Grande e os Cursos de Geografia modalidades Bacharelado e Licenciatura abrigados no ICN – Instituto de Ciências da Natureza da UNIFAL-MG Universidade Federal de Alfenas estabeleceram um convênio para proceder o estudo detalhado da sub-bacia do rio Machado.

A ação foi coordenada pelo Prof. Assoc. Clibson Alves dos Santos e contou com o envolvimento dos docentes e alunos dos supracitados Cursos, ocupando-se com o inventário e diagnóstico socioambiental dessa área com o propósito de subsidiar um plano de manejo que respeite as vocações, potencialidades e limitações do meio ambiente local, assim como a qualidade de vida da população.

Nos artigos dessa edição especial as informações colhidas e análises desenvolvidas são apresentadas juntamente com as metodologias utilizadas, procurando estimular o desenvolvimento de outras ações semelhantes noutras porções do território brasileiro em favor da preservação do meio ambiente e o avanço das pesquisas acadêmicas.

Prof. Assoc. Paulo Henrique de Souza