As causas econômico-políticas da entrada da Venezuela no Mercosul, através da teoria do intergovernamentalismo liberal

  • Jairo Diniz Pinto UNI-BH
Palavras-chave: Mercosul, Intergovernamentalismo liberal, Grupos sociais, Interações políticas, Neoliberalismo.

Resumo

O Mercosul completou 18 anos em 2009 e, mesmo sendo o bloco econômico mais dinâmico da América Latina, se depara com uma série de problemas a serem resolvidos, como a adoção de uma tarifa externa comum, a diminuição da disparidade econômica e a competição entre Estados-membros. Este artigo tem como objetivo entender a evolução do Mercosul por meio da teoria do intergovernamentalismo liberal, discutindo os impactos econômico-políticos que podem refletir-se no Mercosul com a possibilidade da participação direta da Venezuela, além de analisar a influência e articulação de grupos sociais internos aos Estados-membros e sua participação no processo de integração.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jairo Diniz Pinto, UNI-BH
Graduando em Relações Internacionais pela UNI-BH
Como Citar
Diniz Pinto, J. (1). As causas econômico-políticas da entrada da Venezuela no Mercosul, através da teoria do intergovernamentalismo liberal. Fronteira: Revista De iniciação científica Em Relações Internacionais, 8(15), 21-40. Recuperado de http://seer.pucminas.br/index.php/fronteira/article/view/3869