A emergência de grupos de interesse político-religiosos frente à ilegitimidade estatal: o caso nigeriano

The emergence of political-religious interest groups in state fragility: the nigerian case

Resumo

O objetivo deste trabalho é entender a relação entre a fragilidade do Estado secular na execução bens públicos e a ascensão de grupos de interesse religioso, que adquirem protagonismo nos processos políticos. Para isto, toma-se o caso nigeriano e se observa as limitações do Estado na região norte e o crescimento de grupos de teologia política islâmica, que passam a disputar cargos políticos relevantes. Observou-se os índices de fragilização do Estado nigeriano e, paralelamente, os argumentos elencados pelos grupos políticos. Constata-se que há a relação inversa, no que tange à legitimidade conferida ao Estado e aos grupos islâmicos: deslegitimação das instituições seculares e legitimação dos grupos de interesse religioso.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Pedro Aluízio Resende Leão, Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais
Departamento de Relações Internacionais, Instituto de Ciências Sociais, PUC-Minas
Publicado
10-09-2019
Como Citar
Leão, P. A. R. (2019). A emergência de grupos de interesse político-religiosos frente à ilegitimidade estatal: o caso nigeriano. Fronteira: Revista De iniciação científica Em Relações Internacionais, 18(36), 191-211. Recuperado de http://seer.pucminas.br/index.php/fronteira/article/view/18208