CONTRATAÇÃO DE PESSOAS COM DEFICIÊNCIA EM PEQUENAS EMPRESAS: UM ESTUDO EM DEZ EMPRESAS MINEIRAS

  • Liliam Medeiros da Silva Universidade Federal de São João del Rei
  • Maria Nivalda de Carvalho-Freitas Universidade Federal de São João del Rei
  • Raissa Pedrosa Gomes Tette Universidade Federal de São João del Rei
Palavras-chave: Inclusão. Pessoas com Deficiência. Micro e Pequenas Empresas. Vínculo.

Resumo

Estudos recentes revelam a baixa receptividade por parte das empresas com relação à prática da inclusão de pessoas com deficiência. No entanto, pesquisa realizada pela Federação Nacional das APAEs, revela que 97,9% das empresas mineiras que contratavam pessoas com deficiência oriundas dessa instituição têm menos de 100 trabalhadores. O objetivo deste estudo foi compreender os motivos pelos quais gestores de empresas mineiras compostas por um número inferior a 100 funcionários estão contratando pessoas com deficiência, já que não possuem obrigação legal. Participaram da pesquisa dez empregadores de micro e pequenas empresas (MPEs) de duas mesorregiões do estado de Minas Gerais. Foram adotados métodos qualitativos, com dados coletados em entrevistas e submetidos à análise de conteúdo. Concluiu-se que prevaleceram a Normalidade e a Concepção de Inclusão como Matrizes de Interpretação da deficiência entre os gestores. Contratam-se pessoas com deficiência por dois motivos principais: conhecer a pessoa previamente e indicação e/ou influência da APAE ou outra instituição. Prevalece nessas MPEs a valorização da singularidade, da potencialidade e do bom desempenho das pessoas com deficiência, facilitando o vínculo e diminuindo os preconceitos e possíveis fantasias em relação a elas.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
30-09-2021
Seção
Artigos