Reflexões sobre o uso de um sistema de padronização e gerenciamento de qualidade como estratégia de gestão de pessoas: o governo das condutas através do ISO-9001, na perspectiva da governamentalidade em leituras foucaultianas

  • Magno Geraldo de Aquino Universidade Federal de Minas Gerais
Palavras-chave: ISO 9001, Gestão de Pessoas, Governamentalidade

Resumo

O objetivo deste ensaio é refletir sobre o sistema de padronização e gerenciamento de qualidade ISO 9001 como uma estratégia de governo das condutas de funcionários no espaço de trabalho, a partir da noção de governamentalidade foucaultiana. No contexto da gestão da qualidade, as normas ISO 9001 fornecem as normalizações e os parâmetros necessários para gerenciar o que se convencionou denominar como qualidade de produtos e serviços. Contudo, a implementação dos princípios que regem a busca pela qualidade nos produtos e serviços, e também dos processos organizacionais, podem ser consideradas como estratégias refinadas de gestão de pessoas. Assim, neste ensaio, sugeriu-se que o Sistema de padronização e gerenciamento de qualidade ISO 9001 é uma forma muito elaborada de governo das condutas, pela perspectiva da governamentalidade foucaultiana, que depende fortemente do uso de formas de controle através de normas de comportamento e da captura do trabalhador através do fornecimento de parâmetros para o engajamento destes trabalhadores no exercício de suas funções no espaço do trabalho.

Biografia do Autor

Magno Geraldo de Aquino, Universidade Federal de Minas Gerais
Doutorando em Administração pelo CEPEAD/UFMG, na área de Gestão de Pessoas e Comportamento Organizacional.
Publicado
31-10-2019
Seção
Ensaios