A escrita acadêmica e a construção da alteridade e da heterogeneidade

  • Fernanda de Quadros Carvalho Mendonça PUC Minas
  • Ivane Laurete Perotti Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais
Palavras-chave: Escrita Acadêmica, Modos do dizer/escrever, Alteridade, Heterogeneidade, Dialogicidade

Resumo

Este trabalho configura um exercício de escrita teórica – descritiva/interpretativa – sobre os principais conceitos que referendam os estudos acerca da alteridade, da heterogeneidade e do dialogismo, no campo da construção dos modos do dizer na/da escrita acadêmica – gênero articular. Compreender o ato de escrever em direção ao outro, conforme Amorim (2004), coloca-nos frente aos estudos desenvolvidos por Authier-Revuz (1998), Benveniste (1989), Bakhtin/Volochinov (2006), Orlandi (1992), e às pesquisas sobre a escrita comumente solicitada nos cursos de graduação, nas perspectivas tomadas por Mello (2020), Assis (2018), Rodrigues e Silva (2019), e Fischer (2007). As reflexões recaem sobre o processo de escrita do artigo acadêmico, seus atravessamentos, condições de produção e apresentam uma interpretação das formas-tipos elaboradas por Autiher-Revuz, quando a autora parece eleger alguns elementos dos quais nos valeremos para pensar uma dinâmica metodológica passível de aplicação à análise de textos acadêmicos que, dentro do quadro conceitual, são assumidos aqui como fundantes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fernanda de Quadros Carvalho Mendonça, PUC Minas

Doutoranda no Programa de Pós-graduação em Letras da PUC Minas.

Ivane Laurete Perotti, Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais

Doutoranda no Programa de Pós-graduação em Letras da PUC Minas. Bolsista CAPES II.

Publicado
06-01-2022
Como Citar
Mendonça, F. de Q. C., & Perotti, I. L. (2022). A escrita acadêmica e a construção da alteridade e da heterogeneidade. Cadernos CESPUC De Pesquisa Série Ensaios, (39), 142-166. https://doi.org/10.5752/P.2358-3231.2021n39p142-166