DO IL A À HIPÓSTASE: A FORMAÇÃO DA CONSCIÊNCIA NA TEORIA DE EMMANUEL LÉVINAS - DOI 10.5752/P.2318-7999.2012v15n29p57

  • Leonardo Goulart Pimenta Puc Minas
Palavras-chave: Il y a. Hipóstase. Indivíduo. Emmanuel Lévinas

Resumo

Com um dos grandes pensadores da filosofia contemporânea, Emmanuel Lévinas trata de repensar os fundamentos da ética e da idéia de humano a partir das noções fundamentais de il y a e Hipóstase. A partir do marco fenomenológico de Husserl e Heidegger, Lévinas busca concluir que no processo de formação da subjetividade já há sofrimento tendo em vista a configuração da idéia do il y a e do processo hipostático a que a individualidade se sujeita Este artigo pretende demonstrar como Lévinas determina a noção de individualidade e subjetividade a partir dos conceitos de il y a e hipóstase.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Leonardo Goulart Pimenta, Puc Minas
possui graduação em direito pela Universidade Federal de Minas Gerais (2001) , graduação em Administração pública pelo Fundação João Pinheiro (2000) , mestrado em Direito pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (2003) e doutorado em Direito pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (2011) . Atualmente é Professor Adjunto III da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais e Professor assistente do Centro Universitário Newton Paiva. Tem experiência na área de Direito , com ênfase em Teoria e Filosofia do Direito.
Publicado
11-06-2012